Compulsão Alimentar

Compulsão alimentar – Saiba se você é compulsiva

Estão dizendo que você parece um saco sem fundo? Pode ser compulsão alimentar! Quem não gosta de saborear uma comida quentinha ou degustar uma guloseima?

A alimentação nutre, mas é também um dos grandes prazeres da vida, gerando conforto e bem-estar.

Poucos comem só para se nutrir. O ideal é unir o prazer à nutrição, pois comer é um ato que repetimos, diariamente, do nascimento à morte.

No entanto, pode se tornar uma compulsão quando há uma dose grande de ansiedade envolvida e o ato for mecânico, ou seja, quando a pessoa come sem ter a sensação fisiológica de fome ou consciência de que o que está gerando desconforto, na verdade tem alguma raiz emocional.

Come para preencher algo.

 

“Come esse bolo gostoso!”

 

Quem já não presenciou uma cena onde alguém foi estimulado a comer porque estava triste ou carente?

A alimentação é altamente relacionada com os afetos.

Assim como outras compulsões, como jogar, beber, ou comprar desenfreadamente, a compulsão alimentar é um problema comum, principalmente em países com forte cultura de consumo, e atinge grande número de pessoas, pois não encontra entraves para sua satisfação imediata.

A tentativa é de busca por alívio para uma tensão interna, mas ao perceber que estes hábitos automáticos levam a consequências não desejáveis (gastar dinheiro em demasia, se embriagar ou engordar), o compulsivo fica preso num círculo vicioso de ansiedade e frustração.

 

A terapia ajuda e o foco é descobrir e tratar o gerador da ansiedade.

 

A terapia pode te ajudar!

Compulsão alimentar, saiba o que é

email

You may also like