Depressão causas e tratamento

Depressão. O que é? Causas e tratamento

Quem sofre de depressão certamente já ouviu essas frases de familiares ou amigos:

 

“Ânimo, levante desse sofá!”
“Por que você não consegue ser feliz?”
“Parece que você não quer melhorar!”
“Você tem que reagir!”
“Vai passar, é só uma fase!”

Pode ser que a intenção tenha sido de ajudar ou recriminar (por raiva de ver a pessoa não reagir), mas elas demonstram desconhecimento em relação à doença e dificuldade de compreender o doente.

A depressão não é preguiça, loucura, fraqueza de caráter, condição imaginária nem castigo divino. É uma doença que coloca a pessoa em um estado de prisão emocional e de distanciamento do mundo.

O doente apresenta humor deprimido, falta de interesse por atividades que antes lhe davam prazer, baixa autoestima e culpa, falta de energia, impotência diante da vida, irritação, distúrbios do sono, da libido e da alimentação e, muitas vezes, sente a vida como dolorosa e sem sentido.

Pensamentos de morte são comuns e eles aparecem como saída para acabar com o sofrimento. Nos casos mais graves, há risco de suicídio.

 

Depressão, causas e tratamento

 

A diferença entre tristeza e depressão

A tristeza é uma emoção natural e transitória que ocorre quando algum acontecimento provoca perdas, renúncias, desilusões ou sentimento de fracasso.

Assim, em situações de morte de alguém querido, divórcio, perda de emprego, etc., é adequado e proporcional sentir tristeza. Ela nos permite refletir sobre as adversidades, superá-las e seguir a vida.

A tristeza tem um fato gerador, intensidade compatível ao que lhe deu origem e é transitória. A depressão, ao contrário, é uma condição não transitória, se prolongando no tempo.

O doente tem o humor deprimido durante todo o dia e por muitos dias consecutivos. Na maioria dos casos não há um fato gerador, mas uma adversidade não superada pode desencadear uma tristeza patológica.

Na depressão a pessoa avalia sua vida como um fracasso e, muitas vezes, se sente culpada por isso. Outras vezes, acha que a culpa é dos outros, ou da má sorte, sentindo raiva e buscando o isolamento.

 

Depressão: Causas e tratamento.

 

Causas da depressão

A depressão é uma doença multifatorial que pode ser causada por fatores biológicos, genéticos e/ou ambientais (influência da família e cultura).

  • Fatores orgânicos

    Decorrentes de distúrbios neurológicos, hormonais, doenças cardiovasculares, dentre outros. O uso de alguns medicamentos, álcool e drogas, são fatores externos que têm ação no organismo e podem causar depressão;

  • Fatores genéticos

    Predisposição que causa uma vulnerabilidade para quadros depressivos;

  • Fatores psicológicos

    Ligados aos conteúdos de mundo interno, portanto, não conscientes. Pessoas que viveram situações traumáticas na infância, como abuso sexual, abandono, distanciamento afetivo por parte dos pais, violência física, etc., têm mais chances de desenvolver depressão.

 

Alguns condicionamentos mentais também facilitam o aparecimento de um quadro depressivo.

Para termos uma sensação de segurança, podemos criar uma previsão mental de como as coisas deveriam funcionar.

Quando as coisas não funcionam como o planejado, gerando severo inconformismo ao invés de aceitação, a depressão pode se instalar.

 

  • Obs.: a predisposição genética não é determinante para o desenvolvimento da depressão. A pessoa pode ter a carga genética e não desenvolver a doença ou desenvolver a doença tendo, por exemplo, causas psicológicas como gatilho.

 

É difícil afirmar se a principal causa da depressão é biológica, genética ou psicológica. Como seres bio/psico/sociais, sofremos influência dos aspectos químicos e genéticos, assim como do meio ambiente.

Portanto, todos esses aspectos influenciam nossas vidas e, consequentemente, a etiologia de muitas doenças.

 

Como tratar a depressão

A depressão mais leve pode ser tratada com psicoterapia. Nos casos mais graves, além da psicoterapia, é indispensável o acompanhamento de um psiquiatra para prescrição de medicação antidepressiva.

Nesses casos, psicoterapia e medicação são procedimentos eficientes e complementares. Há evidências de que associar atividade física ao tratamento dá bons resultados.

 

Depressão, causas e tratamento

 

O papel da família nos casos de depressão

A família deve ser informada sobre a doença, para retirar dela o estigma da loucura. Deve ser orientada a não permitir que a pessoa deprimida passe dias sem se alimentar ou tomar banho, isolada do mundo.

No entanto, entendendo a doença, os familiares devem respeitar os limites do doente, incentivando-o na medida de suas possibilidades.

 

Números da depressão

Segundo dados do IBGE do início de 2015, 7,6% dos brasileiros adultos já foram diagnosticados com depressão, o que representava, à época, 11 milhões de pessoas.

Dentre essas pessoas, 52% usavam medicamentos. Segundo esses dados, 11,8% dos que sofrem da doença têm limitações graves em suas atividades.

Apenas 16,4% fazem psicoterapia.

 

Depressão, causas e tratamento

 

Há males que vêm para o bem?

A depressão pode ser um chamado para que a pessoa deprimida, entregue à letargia de sua vida, faça um cara-a-cara, ou seja, enfrente os aspectos mais escuros de seu psiquismo.

Geralmente, tenta evitar o embate, mas se consegue atender ao chamado, principalmente com a ajuda da psicoterapia, torna conscientes angústias, conflitos e situações estressantes que teve que excluir devido ao sofrimento que poderiam acarretar.

Pode então constatar os traumas que sofreu, as injustiças que cometeu ou foi vítima, as oportunidades que perdeu. Vem sentimentos de culpa, arrependimentos, sentimentos de perda, todos reais e agora conscientes.

A resolução vem com a aceitação e eventual possibilidade de reparação. Tudo isso tem o peso de um grande fardo, mas ao mesmo tempo é uma bagagem importante para recomeçar a vida.

 

Assista este vídeo que ilustra como uma pessoa que sofre de depressão se sente:

 

Já conhece nossas Pílulas? São mini-blogs de leituras mais curtas para seu dia-a-dia.

 

Leia também sobre assuntos como Insônia, Culpa, Inveja, Adultério, Separação e muitos outros em nosso blog.

email

You may also like