Dicas de livro para Incentivar a leitura das crianças

Dicas de livros para incentivar a leitura das crianças

Hoje em dia, o hábito da leitura tem perdido cada vez mais espaço para as tecnologias que trazem mais distrações para nossas crianças.

São intermináveis opções de Smartphones, tablets ou games que seduzem com suas cores, imagens e músicas vibrantes.

Trazer nossos pequenos para o mundo maravilhoso da leitura, onde o espaço e a imaginação se tornam infinitos, não é tarefa fácil como já falamos aqui no blog, mas com dedicação e carinho, pode-se tornar uma grande viagem.

Os livros abaixo sugeridos, mesmo os indicados para crianças pequenas, são ideais para serem lidos com os pais, pois podem suscitar perguntas e debates, o que irá enriquecer a leitura.
Tratam de temas como diferenças individuais, capacidade de alcançar o equilíbrio, medo de enfrentar desafios, separação dos pais e suas consequências, insegurança quanto ao próprio desempenho, perdas, morte, mudanças, adaptação, autoestima, intolerância, etc.
Já o livro “O Pequeno Príncipe“, um dos campeões mundiais de vendagem, que já ganhou versões cinematográficas, trata da importância do adulto nunca perder-se de ‘sua’ criança interior.

 

Veja nossas 7 sugestões de livros para incentivar a leitura:

 

1) Pedro e Tina | Stephen Michael King | Editora Brinque Book | Indicação etária: a partir de 2 anos

Pedro fazia tudo torto; se quisesse desenhar uma linha, ela saía torta; os cordões de seus sapatos nunca estavam bem amarrados. Já Tina fazia tudo certinho. Um dia eles se encontraram, e Pedro ficou encantado com o jeito de Tina fazer tudo certinho, mas Tina bem que gostaria que tudo que fizesse não fosse tão perfeito. Assim, falando da amizade entre Pedro e Tina, Stephen Michael King está nos falando da necessidade de sermos equilibrados: masculino e feminino, certo e errado, positivo e negativo.

 

2) Chapeuzinho Amarelo | Chico Buarque | Editora José Olympio | Indicação etária – 5 a 8 anos

Chapeuzinho é uma bela menina que sofre de um mal terrível – sente medo do medo. Enfrentando o desconhecido, ‘o lobo’, ela supera medos, inseguranças e descobre a alegria de viver. Com sensibilidade, Chico Buarque, compositor e escritor, constrói um texto em que a linguagem é um grande jogo.

 

3) Medo De Que? | Flávia Côrtes | DCL Editora | Indicação etária – a partir de 2 anos

A menina desta história tem tantos, mas tantos medos que se assusta com a própria sombra. Todo mundo tem medo de alguma coisa. Mas por quê? Flávia Côrtes, em ‘Medo de quê?’, não responde a essa pergunta, mas questiona a personagem medrosa e, consequentemente, o pequeno leitor. As ilustrações de Ivan Zigg combinam humor e fobia de maneira encantadora.

 

4) Lá e Aqui | Carolina Moreyra | Editora Pequena Zahar | Indicação etária – infanto-juvenil

A escritora Carolina Moreyra aborda com delicadeza um assunto difícil – a separação dos pais. Com o traço simples e característico de Odilon Moraes, imagem e texto se unem em ‘Lá e Aqui’ para contar que a separação, aos olhos de uma criança, pode ser vivida de uma maneira positiva, sem, no entanto menosprezar o sofrimento inicial.

 

5) O Menino que Tinha Medo de Errar | Andrea Viviana Taubman | Editora Escrita Fina | Indicação etária – a partir de 6 anos

Pedro vive preocupado, com medo de errar. Prefere passar os dias sozinho, confinado em sua casa, a aproveitar a companhia dos amigos, porque tem medo de fazer alguma coisa errada nas brincadeiras. A escola, então, é uma preocupação sem fim para ele. Um lugar onde não faltam oportunidades para cometer deslizes. Mas com a ajuda de uma fada, Pedro percebe que viver reprimido o impede de experimentar momentos incríveis.

Dicas de livro para Incentivar a leitura das crianças

 

6) MALALA, a menina que queria ir para a escola | Adriana Carranca Corrêa | Cia das Letrinhas | Indicação etária: a partir de 6 anos

No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Na obra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

Dicas de livro para Incentivar a leitura das crianças

 

7) O Pequeno Príncipe | Antoine de Saint-Exupéry | várias edições | Indicação etária – todas

Por meio de uma narrativa poética, o livro busca apresentar uma visão diferente de mundo, levando o leitor a mergulhar no próprio inconsciente, reencontrando sua criança.
À primeira vista, um livro para crianças. Na definição de Antoine Saint-Exupéry, seu autor, “um livro urgentíssimo para adultos”, o que talvez explique a extraordinária sobrevivência literária de O Pequeno Príncipe. Publicado pela primeira vez em 1943 na Nova York em que foi escrito e, no ano seguinte, na França, a versão brasileira chegou às livrarias em 1952.
Apesar da presença explícita de dois personagens e do registro de um diálogo entre o aviador e uma criança, diversos aspectos autobiográficos estão presentes nesta narrativa. Através de imagens simbólicas, as passagens de ordem temporal, na vida do autor, estão ali presentes: casamento/separação, profissões, sonhos, decepções. Os dois personagens tornam-se representações do próprio Saint-Exupéry, em um monólogo interior entre o “eu” e o “outro”.

Dicas de livro para Incentivar a leitura das crianças

 

Fique atendo a mais dicas de livros e filmes no nosso blog e curtam nossa página no Facebook!

 

email

You may also like