Você e feliz?

Você é Feliz?

Felicidade e infelicidade: antônimos inseparáveis


Frequentemente somos bombardeados com a pergunta:

 

“você é feliz?”.

Nas livrarias, centenas de livros de autoajuda ensinam receitas infalíveis para obter a felicidade.

Nas revistas ou na internet, há questionários para descobrirmos se somos felizes no amor, no sexo, no trabalho, na vida social, familiar, com a aparência, saúde, condição financeira, etc.

Vivemos a era do ‘eu mereço ser feliz’, ditado pela mídia e redes sociais e baseada no prazer e consumo.

Nesse contexto, a felicidade é quase uma mercadoria que o ser humano julga ter direito 365 dias ao ano.

Assim, ser feliz é ter uma vida sem padecimentos e inquietudes. Pena que a realidade sempre mostra sua cara, impondo sofrimentos ao vivermos as adversidades da vida: relacionamentos infelizes, doenças, perdas, insucessos e frustrações.

Por mais paradoxal que pareça, é a infelicidade a constante da condição humana.

Provar da infelicidade é indispensável para saborearmos os momentos felizes que pontuam nossa existência.

Viver as dificuldades, aprender com elas, talvez seja o caminho para reconhecer a felicidade quando tempos felizes baterem à nossa porta.

Mas, se estivermos esperando por algo grandioso, espetacular, corremos o risco de nem percebermos esses momentos, deixando-os passar sem abrirmos a porta.

Podemos confundir a felicidade com um armário cheio de roupas caras, um carro cobiçado, um cargo importante, mas é uma felicidade mascarada e transitória.

Ninguém nega que uma conta bancária polpuda deixa a vida muito mais confortável e prazerosa, mas não necessariamente mais feliz.

Apesar da dificuldade em defini-la, a felicidade é um estado de contentamento e de paz interior, que não temos vontade de mudar, mas que por não ser perene e nem um direito adquirido, exige um esforço contínuo para conservá-la. Você anda infeliz?

A psicoterapia pode ajudar!

Você e feliz?

Leia também em Pílulas da Psicoafins sobre Ansiedade, Você sabe quando ela se torna patológica? Procrastinação, Você é um procrastinador? e Bipolaridade, O que você sabe sobre bipolaridade?

email

You may also like