Você tem medo de quê?

Desde o nascimento ele está presente em nossas vidas. Ninguém gosta de tê-lo por perto, mas é um aliado benéfico, pois representa uma proteção à sobrevivência.

Estamos falando do medo, uma emoção primária ativada quando nossos sentidos percebem uma ameaça real.

Funciona como um alarme que dispara quando nos defrontamos com situações de risco, ocorrências estranhas ou desconhecidas ou que fogem ao nosso controle.

Por isso, um barulho inesperado ou um rosto estranho faz o bebê mais tranquilo do mundo chorar e o adulto sentir medo quando seu carro quebra de madrugada em um local perigoso e deserto.

Uma avaliação equivocada é julgar que pessoas ‘fortes’ não sentem medo e considerar aquelas que sentem fracas e covardes.

Na educação, é inadequado incentivar as crianças a serem destemidas. Elas devem ser estimuladas a superar o medo sem atropelá-lo ou negá-lo e sempre avaliando os riscos.

As pessoas, crianças ou adultos, que não o levam em conta ficam desprotegidas.

O medo não se manifesta só no aspecto psicológico, podendo ser detectado em reações corporais como taquicardia, tremores, respiração ofegante, crises de diarreia, urgência em urinar, dentre outras.

Essas reações têm por finalidade fazer o indivíduo fugir ou defender-se, atacando. Esse mecanismo de ataque/fuga é instintivo.

O medo deixa de ser natural quando fica exacerbado e desproporcional às ameaças reais. Aí, é inconsciente e resultante de dinâmicas internas.

As fobias encaixam-se nesta categoria. Se você se recusa a entrar em um elevador ou quase desmaia ao ver um gato.

A psicoterapia pode ajudar!

voce tem medo de que

Leia também as matérias que relacionamos ao texto de hoje em nosso blog: Fobia | O domínio do medo – Saiba a diferença entre medo e fobiaSíndrome do Pânico: O medo de sentir medo e Fobia Social e a dificuldade de se relacionar socialmente!

email

You may also like